16 mar

Goiás retomará revezamento de atividades e prevê intervenção caso haja descumprimento de regras contra Covid-19, diz Caiado

Estado propõe 14 dias de suspensão seguidos por 14 de funcionamento a partir de quarta-feira (17). Governador criticou manifestações contra as medidas restritivas e disse que liberará R$ 112 milhões em empréstimos a 0% de juros.Fonte:G1 Goiás O governador de Goiás, Ronaldo Caiado (DEM), anunciou, nesta terça-feira (16), a volta de revezamento das atividades econômicas no estado para evitar o avanço da Covid-19. Segundo o governo, o novo decreto retoma o modelo “14 por 14”: duas semanas de suspensão das atividades econômicas seguidos por outras duas de funcionamento (veja as regras ao fim do texto). O decreto já foi publicado e deve entrar em vigor na quarta-feira (17). Caiado destacou que, em caso de descumprimento de medidas restritivas, o Ministério Público do Estado de Goiás (MP-GO) pode interferir. Ainda segundo o governador, no caso de municípios em situação considerada de calamidade, o decreto estadual deve sobrepor o municipal, com intuito de controlar a oferta e demanda dos serviços de saúde. “Você não tem leito, se tem demanda maior do que a oferta, então não…[+]
12 mar

Vendas dos supermercados fecham janeiro com crescimento de 12%

Fonte: Abras O setor supermercadista registrou em  janeiro crescimento real (deflacionado pelo IPCA/IBGE) de 12% nas vendas na comparação com o mesmo período de 2020, de acordo com o Índice Nacional de Consumo dos Lares Brasileiros Abras, apurado pelo Departamento de Economia e Pesquisa da entidade nacional de supermercados, divulgado nesta quinta-feira (11), em coletiva de imprensa online. Em relação a dezembro, o índice registrou queda de – 18,45%. “Janeiro é um mês tradicional de férias e, mesmo durante a pandemia, muitas pessoas viajaram. Com as restrições de funcionamento de muitos estabelecimentos pelo Brasil, o setor, por ser essencial, foi uma opção na compra de diversos itens. Na comparação com dezembro, a queda de -18,45% foi impactada pela sazonalidade das compras de final de ano, considerado o melhor período de vendas dos supermercados”, declara o vice-presidente Administrativo e Institucional, Marcio Milan. No mês passado, a Associação Brasileira de Supermercados divulgou a projeção de crescimento das vendas do setor para o ano de 2021, de 4,5%. Abrasmercado Em janeiro, o…[+]
11 mar

Pandemia não afetou o consumo de café

Fonte: SuperHiper Saldo do consumo ficou positivo, de acordo com balanço da Associação Brasileira da Indústria de Café No ano passado, a procura por café por parte dos consumidores seguiu seu ritmo de crescimento: registrou 1,34% de alta, segundo balanço da Associação Brasileira da Indústria de Café (Abic). No período, foram consumidas 21,2 milhões de sacas. Os números da Abic revelam, ainda, que o Brasil manteve a posição de segundo maior consumidor de café do mundo. Dados da última pesquisa realizada pela Euromonitor, em 2019, destacam o País como o maior mercado mundial em volume total de café como bebida quente. Quando analisado o consumo per capita, observa-se que, em 2020, ele foi de 5,99 kg por ano de café cru e 4,79 kg por ano de café torrado. O bom desempenho na mesa do consumidor teve impacto direto na indústria: as empresas associadas à Abic registraram um crescimento de 2,19% no período. Em relação à indústria, a entidade revelou dados de uma pesquisa qualitativa inédita, a primeira realizada em duas décadas no…[+]
10 mar

LEI GERAL DE PROTEÇÃO DE DADOS – LGPD E OS SEUS IMPACTOS NOS SUPERMERCADOS

A lei que entra em vigor a partir de agosto de 2021, pela sua abrangência, incluirá não apenas as compras on-line e as redes sociais, mas também escolas, hospitais, bancos, hotéis e, claro, os supermercados. Toda empresa ou organização que trabalhe com dados esta sujeita a lei e deve estar preparada. Inicialmente, a adequação dos órgãos e entidades em relação a LGPD envolverá uma transformação cultural que deve alcançar os níveis estratégicos, tático e operacional da instituição. Várias medidas e cuidados precisarão ser tomados pelo segmento supermercadista. Inicialmente, deve ser feito uma “limpa” na base de dados dos clientes, mantendo somente aquelas que realmente são necessárias e eliminando todo o resto. Esses dados costumam ser coletados em sorteios, avaliações, dados para entrega e etc. Os supermercadistas devem adotar políticas corporativas de avisos de privacidade, deixando claro e evidente para o cliente que seus dados serão utilizados e, obviamente, garantir total proteção e cumprimento da lei Outra medida que precisará ser tomada é se enquadrar dentro de, ao menos uma, das…[+]
10 mar

Digital Acelera em 2020: E-commerce ganha adesão de 12,9% dos lares

Fonte: Giro NewsO comércio eletrônico encerrou 2020 alcançando 12,9% dos lares brasileiros. Sua penetração quase dobrou, passando de 5,4% de janeiro a junho para 9,4% entre julho e dezembro. O canal atraiu mais de 2,3 milhões de novos lares somente no segundo semestre, com um aumento de 18,1 milhões de ocasiões de consumo, segundo a Kantar, especializada em dados e consultoria. O principal driver do e-commerce foi o aplicativo WhatsApp, responsável por 5% dos 9,4%. No delivery, a categoria de fast food cresceu 62% durante o ano, na comparação com 2019, seguida por doces (50%) e pizzas (34%), impulsionadas pelo consumo de crianças com até 12 anos e adultos entre 25 e 34 anos [+]
10 mar

Sete estados tiveram alta da produção industrial em janeiro

Fonte: Agência Brasil  produção industrial cresceu em sete dos 15 locais pesquisados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), na passagem de dezembro para janeiro. A alta nesses estados sustentou o crescimento de 0,4% da indústria nacional no período. A maior alta foi observada no Pará (4,4%). Outros estados que tiveram desempenho positivo da indústria no mês foram Pernambuco (3,6%), Rio de Janeiro (2,9%), Rio de Grande do Sul (1,9%), Paraná (1,5%), São Paulo (1,1%) e Santa Catarina (1%). Por outro lado, oito locais apresentaram queda na passagem de dezembro para janeiro: Espírito Santo (-13,4%), Amazonas (-11,8%), Bahia (-3,2%), Mato Grosso (-3,2%), Região Nordeste (-2,1%), Ceará (-1,1%), Minas Gerais (-0,5%) e Goiás (-0,5%). Além de divulgar separadamente os resultados de Pernambuco, Bahia e Ceará, o IBGE também calcula a produção industrial consolidada dos nove estados da Região Nordeste. É a única região que tem seu desempenho avaliado pelo instituto. Na comparação com janeiro de 2020, oito dos 15 locais pesquisados tiveram resultados…[+]
10 mar

Nova forma de tirar cópia da Declaração de Imposto de Renda

Para facilitar o acesso a quem não possui certificado digital, a Receita Federal passará a fornecer a cópia da última declaração entregue por meio de Dossiê Digital de Atendimento (Processo Digital). Considerando o atual cenário social causado pela pandemia da Covid-19, a Receita Federal disponibilizará, a partir de 9 de março, o fornecimento de cópia da última Declaração do Imposto sobre a Renda da Pessoa Física (DIRPF) enviada, por meio de Dossiê Digital de Atendimento (Processo Digital), no Centro Virtual de Atendimento (e-CAC).  O objetivo do serviço é dar aos contribuintes acesso à declaração do ano anterior, para ajudar no preenchimento da declaração de 2021, sem que precise se deslocar até uma unidade de atendimento presencial da Receita. Até então, o serviço de cópia da declaração pelo e-CAC estava disponível apenas para quem tivesse certificado digital. Com o novo serviço, será possível também solicitar a cópia apenas com o login e senha.  Ao entrar no Portal e-CAC, acesse o sistema de Processos Digitais (e-Processo) e clique em Abrir Dossiê Digital de Atendimento. Escolha a área de concentração Cópia de Documentos e selecione o serviço Obter cópia da…[+]
05 mar

Preço dos combustíveis pode interferir no preço da cesta básica? Entenda

Fonte: Mais GoiásO ano mal entrou em março e o preço da gasolina já sofreu cinco aumentos neste ano, enquanto diesel já passou por quatro. Com os novos reajustes, o litro da gasolina nas refinarias acumula alta de 41,3% desde o início de 2021. Já o diesel subiu 34,16% no mesmo período. Isso preocupa os cidadãos não só em relação ao abastecimento dos veículos particulares, mas também como isso pode afetar o preço do frete e, consequentemente, dos itens de supermercado. A tendência é que o valor médio com gasto em alimentos, itens de higiene e limpeza pese ainda mais no bolso do consumidor. O presidente da Associação Goiana de Supermercados (Agos), Gilberto Soares, explica que com o aumento do combustível é comum que o preço final dos produtos vendidos nos supermercados sejam impactados, uma vez que todas as mercadorias que chegam aos supermercados de Goiás são trazidas por transporte terrestre. No entanto, alguns produtos, mesmo com a alta dos combustíveis, podem ter queda de preço por causa do sazonalidade. “Neste período o consumidor vai encontrar…[+]