11 set

TST determina que férias pagas e não usufruídas devem ser quitadas de forma simples

Fonte: Notícias Concursos Um gerente de vendas da Arauco do Brasil Ltda., de Piên (PR), que recebeu as férias, mas não conseguiu usufruí-las, tem direito ao pagamento da dobra legal de forma simples, conforme decisão da Quinta Turma do Tribunal Superior do Trabalho. A decisão proferida de forma unânime nos autos do Recurso de Revista RR-936-61.2012.5.09.0670 visa evitar o enriquecimento ilícito pelo triplo pagamento do mesmo período. Férias não Usufruídas Na reclamação trabalhista, o empregado pleiteou o pagamento em dobro de seis períodos de férias, acrescidos do terço constitucional. O juízo da 1ª Vara do Trabalho de São José dos Pinhais (PR), contudo, indeferiu o pedido, por entender que a prova documental apresentada pela empresa demonstra correta fruição das férias. Ao analisar o recurso e as demais provas, o Tribunal Regional do Trabalho da 9ª Região (PR) deferiu o pagamento em dobro de 20 dias de férias relativas a todo o contrato de trabalho. Segundo o TRT,…[+]
10 set

Inflação sobe com alimentos e combustível em Goiânia

Goiânia teve a segunda maior alta no custo de vida em agosto, com reajustes em produtos como carnes, arroz, pão e gasolina Fonte: O PopularOs reajustes nos preços de vários alimentos e dos combustíveis fizeram Goiânia registrar a segunda maior inflação do País no último mês de agosto. A alta do custo de vida da capital foi de 0,66%, segundo o Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), divulgado pelo IBGE, só ficou atrás de Campo Grande (MS), onde os preços subiram, em média, 1,04%. A inflação para o goianiense ficou bem acima da média nacional de 0,24% e foi puxada por aumentos nos preços de produtos como carnes, pão francês, arroz, leite, tomate e combustíveis. Somente os preços no grupo de alimentos e bebidas subiram 1,5% em média, a maior alta do ano e a terceira maior do País. Os alimentos que passaram a pesar mais no bolso em agosto foram as carnes, lanches, pão francês, arroz e leite longa vida. Segundo o IBGE, o arroz acumula alta de 14,5% no ano e o…[+]
09 set

Governo fará preço do arroz baixar e produto não faltará, garante ministra

A ministra da Agricultura, Tereza Cristina, garantiu que o governo fará o preço do arroz baixar e que o produto não vai faltar nas prateleiras dos supermercados. Na terça-feira, 8, a ministra respondeu pergunta sobre o assunto feita pela youtuber Esther Castilho, de 10 anos de idade.“O arroz não vai faltar; agora ele tá alto, mas nós vamos fazer ele baixar. Se Deus quiser vamos ter uma supersafra ano que vem”, garantiu Tereza Cristina.Produtos da cesta básica registraram aumento de preços recentemente. Como o Broadcast (sistema de notícias em tempo real do Grupo Estado) e o jornal O Estado de S. Paulo mostraram, um dos motivos é o crescimento nas exportações, além do alto valor do dólar em relação ao real.Na conversa, o presidente da República, Jair Bolsonaro, também incentivou a youtuber mirim a fazer uma pergunta para André Brandão, presidente do Banco do Brasil (BB), sobre “os empréstimos para quem planta arroz”.“Está saindo muito dinheiro”, disse Brandão, sem entrar em detalhes. [+]
09 set

Cesta de compras para família de renda mais baixa sobe 0,36% em agosto

Fonte: Agência Brasil O Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC), que mede a variação de preços da cesta de compras de famílias com renda até cinco salários mínimos, registrou inflação de 0,36% em agosto deste ano. A taxa é inferior à observada no mês anterior (0,44%), segundo dados divulgados hoje (9) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Esse é o maior resultado para um mês de agosto desde 2012, quando o INPC ficou em 0,45%. O indicador também ficou acima da inflação oficial, medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), que ficou em 0,24% no mês de agosto deste ano. O INPC acumula taxas de inflação de 1,16% no ano e de 2,94% nos últimos 12 meses. Em ambos os casos, o indicador ficou acima da inflação oficial, que acumula taxas de 0,70% no ano e de 2,44% em 12 meses. Em agosto, os alimentos tiveram alta de preços de 0,80%, enquanto os produtos não alimentícios subiram 0,23%. [+]
04 set

Carrinho Solidário: Agos doa 237 produtos alimentícios e de limpeza

Nesta quinta-feira(03), a Associação Goiana de Supermercados (Agos), fez uma doação de 237 itens entre produtos alimentício, de limpeza e de higiene pessoal, para o Lions Clube Goiânia Sul. Na ocasião os produtos foram entregues ao presidente da associação, Bonival Brito Frazão. Todo a doação será destinada para instituições sem fins lucrativos que prestam ajuda a sociedade, como abrigos, associações e lares de caridade. Saiba mais sobre a campanha A Associação Goiana de Supermercados (Agos), em parceria com a Agos Mulher, lançou no mês de abril a Campanha “Carrinho Solidário”, com o lema: A fome dói, doe. A ideia surgiu durante a entrega de 35 toneladas de alimentos à OVG. O evento contou com a presença da primeira-dama, Gracinha Caiado, a diretora da OVG, Adryanna Melo Caiado e o deputado federal Glaustin da Fokus. O supermercado que aderir a campanha ganha da Agos, um banner para colocar na loja. Até então, a campanha tem vários pontos de coleta em Goiânia e região metropolitana. A campanha tem o intuito de arrecadar alimentos não perecíveis e produtos de higiene….[+]
03 set

Semana do Brasil 2020 começa hoje com descontos no varejo

Fonte: Agência BrasilDesenvolvida para aquecer as vendas no período em que se comemora a Independência do país, a Semana do Brasil 2020 começa hoje (3), em Brasília, e vai até o dia 13 próximo. Ela reúne lojas de diferentes setores, como alimentação, eletrônicos, eletrodomésticos, móveis, cosméticos, produtos de higiene e material esportivo, que se propõem a oferecer descontos aos consumidores. Ao todo, 83 associações varejistas aderiram ao movimento este ano. Articulada pela Secretaria de Comunicação do governo federal (Secom), em parceria com o Instituto para Desenvolvimento do Varejo (IDV), a iniciativa tem como lema “Vamos em frente, com cuidado e confiança”.  A Semana do Brasil é coordenada este ano pelo Instituto para Desenvolvimento do Varejo (IDV). Segundo números levantados pela Ebit/Nielsen, o aumento em transações online durante o evento no ano passado foi de 41%, enquanto as vendas no varejo presencial cresceram 11,3%.  Consumidores interessados em receber promoções diretamente por e-mail podem se cadastrar na página oficial da campanha (http://semanadobrasil.com/). Edição: Kleber Sampaio [+]
03 set

Nota Oficial Preços dos itens da cesta básica

O setor supermercadista tem sofrido forte pressão de aumento nos preços de forma generalizada repassados pelas indústrias e fornecedores. Itens como arroz, feijão, leite, carne e óleo de soja com aumentos significativos.  A Associação Brasileira de Supermercados (ABRAS), que representa as 27 associações estaduais afiliadas, vê essa conjuntura com muita preocupação, por se tratar de produtos da cesta básica da população Brasileira. Conforme apuramos, isso se deve ao aumento das exportações destes produtos e sua matéria-prima e a diminuição das importações desses itens, motivadas pela mudança na taxa de câmbio que provocou a valorização do dólar frente ao real. Somando-se a isso a política fiscal de incentivo às exportações, e o crescimento da demanda interna impulsionado pelo auxílio emergencial do governo federal. Reconhecemos o importante papel que o setor agrícola e suas exportações têm desempenhado na economia brasileira. Mas alertamos para o desequilíbrio entre a oferta e a demanda no mercado interno para evitar transtornos no abastecimento da população, principalmente em momento de pandemia do novo Coronavírus (Covid-19). O setor supermercadista tem se esforçado…[+]
03 set

Pós-pandemia já chegou para as empresas

Fonte: Empreender em GoiásAgilidade e atendimento personalizados, redes sociais como ferramentas de apoio à divulgação e home-office são algumas das tendências que devem continuar neste momento pós-pandemia. É o que revela pesquisa realizada pelo Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae) com mais de 300 entrevistas com empresários de 11 segmentos em 18 Estados. Os consumidores estão mais exigentes, conscientes e digitais. O analista da Unidade de Inovação e Competitividade do Sebrae Goiás, Athos Vinícius Ribeiro, destaca que mesmo antes da pandemia era importante ter presença digital. “Alguns padrões de consumo virtual já estavam em alta, mas a pandemia trouxe novas experiências como é o caso de consultas médicas, educação e ensino e outros”, afirmou. Há também os modelos de negócio que já não podem ser mais nem considerados tendências, como o delivery. “Eles já tinham destaque antes da pandemia e deverão continuar em alta”, disse. O especialista lembra ainda que os consumidores buscam experiências. “De modo geral, os clientes não desejam os produtos e/ou serviços. Eles os colocam em suas vidas para…[+]