14 out

Consumidor é quem controla a alta dos preços, diz presidente da Agos

Em entrevista à RBC, Gilberto Soares comentou o aumento dos itens da cesta básica; ele ressaltou que o consumidor tem papel ativo, pois são a oferta e a procura que regulam o mercadoFonte: Agência Brasil Central O presidente da Associação Goiana dos Supermercados (Agos) comentou, nesta terça-feira, 13, durante participação no radiojornal O Mundo em sua Casa, a escala de aumento dos preços de alguns itens da cesta básica, tais como arroz, feijão e óleo de soja. Ao ressaltar que os supermercadistas são prestadores de serviços e apenas repassam os preços, garantiu que os varejistas estão fazendo a média de custo para não repassar a alta diretamente para o consumidor, impactando no bolso dele. “A gente tem verificado realmente alta nesses produtos que compõem a cesta básica, e nos preocupa, lógico”, afirmou durante entrevista concedida aos entrevistadores Ernesto Fleury e Luzeni Gomes, das rádios Brasil Central AM e RBC FM. Ele contou que ontem estava avaliando a questão de um produto que não está diretamente na cesta básica, mas que serve de exemplo, que é…[+]
09 out

Escola Agos retorna com o curso de cartazista presencial

A Escola Agos está de volta e seguindo todas as orientações e prevenção em saúde conta a Covid-19, realiza nos dias 21 e 22 de outubro o curso Cartazista Profissional, ministrado pela equipe do Varejo In (empresa de comunicação promocional e sinalização indoor), na sede da Agos no setor Sudoeste, em Goiânia. Nos dois dias do curso, os alunos contarão com aulas práticas. Para se inscrever vá até ao site ou acesse: https://forms.gle/QTGz9qmeGEZUz3pG9 O cartazista é o profissional responsável pela identidade visual dos anúncios em formato de cartazes, tanto na parte interna como externa de uma empresa. O profissional atua normalmente com banner, faixas, placas, painéis e cartazes. Tudo que expressa uma comunicação visual faz parte do trabalho desse profissional e vários são os estabelecimentos que precisam de um cartazista, como supermercados, açougues, mercearias, padarias, lojas de roupas e empórios.Mais informações: 3215-2528/ 9 9117-0198 – Júlio [+]
09 out

Anvisa aprova norma sobre rotulagem nutricional

Aprovada por unanimidade nova regra sobre rotulagem nutricional de alimentos embalados. Medida adota a rotulagem nutricional frontal e mudanças na tabela. Confira!Fonte: Anvisa A Diretoria Colegiada da Anvisa aprovou por unanimidade, nesta quarta-feira (7/10), a nova norma sobre rotulagem nutricional de alimentos embalados. A medida melhora a clareza e a legibilidade das informações nutricionais presentes no rótulo dos alimentos e visa auxiliar o consumidor a realizar escolhas alimentares mais conscientes. “O objetivo dessa norma não é impor nenhuma escolha. É possibilitar a compreensão, respeitando a liberdade de escolha de todas as pessoas que vivem no nosso território”, ressalta a Diretora Relatora Alessandra Bastos. “Com a nova regra, os consumidores terão mais facilidade para comparar os alimentos e decidir o que consumir. Além disso, pretende-se reduzir situações que geram engano quanto à composição nutricional”, destaca Thalita Lima, gerente geral de Alimentos da Agência. A novidade estabelece mudanças na tabela de informação nutricional e nas alegações nutricionais, bem como inova ao adotar a rotulagem nutricional frontal. Entenda o ponto a ponto: Rotulagem nutricional frontal   [+]
09 out

Prefeitura atende sindicatos e autoriza retorno de eventos de negócios

Fonte: FecomércioAtendendo a pleito apresentado pelo setor de eventos de Goiânia, a prefeitura da capital autorizou nesta quinta-feira (8/10) o retorno, com os adequados protocolos de segurança sanitária, dos eventos de negócios. A realização de simpósios, congressos, feiras e atividades afins está suspensa em razão da pandemia do novo coronavírus desde 19 de março – há exatos 204 dias – e poderá ser retomada na semana que vem. A retomada das atividades do segmento, que integra a cadeia do turismo, foi definida em reunião remota extraordinária realizada na tarde desta quinta-feira entre o Centro de Operações de Emergência em Saúde Pública de de Goiânia (COE) e dirigentes da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de Goiás (Fecomércio-GO), do Sindicato de Turismo e Hospitalidade no Estado de Goiás (Sindtur) e do Sindicato dos Bares e Restaurantes do Município de Goiânia (Sindibares). Na reunião ficou definida a retomada gradual das atividades do setor de eventos de negócios, limitada a 50% da ocupação dos espaços ou até 150 participantes, com garantia de distanciamento de 1,5…[+]
06 out

Começou nesta segunda o registro de chaves digitais do Pix

Cliente poderá cadastrar e-mail, telefone ou CPF e CNPJFonte: Jurídico Abras De uma hora para outra, os CEOs das varejistas pelo Brasil afora reduziram drasticamente a variedade de preocupações em torno dos seus negócios. Com as lojas fechadas, não precisavam mais pensar em coisas como segurança para evitar furtos, projetos de expansão de lojas físicas, manutenção, enfim, todo o barulho do mundo físico. Com uma pandemia pela frente e parte representativa da população entrando em isolamento social, a toda a energia desses CEOs, naquele período mais crítico, se centrou nas lojas virtuais. Quem conta a história desta forma é Geraldo Thomaz, o fundador da Vtex, uma empresa de software especializada em montar sites de e-commerce e que dobrou de tamanho neste ano. Havia uma razão adicional para os executivos que vendem os seus produtos no varejo começarem a prestar mais atenção às lojas virtuais: o consumo explodiu neste canal. Um estudo do Atlantico, um fundo de venture capital, mostra que, em apenas 10 semanas, entre março e maio, a penetração do e-commerce no Brasil dobrou, crescendo…[+]
06 out

E-comerce no Brasil avançou 10 anos em 10 semanas

Fonte: Veja De uma hora para outra, os CEOs das varejistas pelo Brasil afora reduziram drasticamente a variedade de preocupações em torno dos seus negócios. Com as lojas fechadas, não precisavam mais pensar em coisas como segurança para evitar furtos, projetos de expansão de lojas físicas, manutenção, enfim, todo o barulho do mundo físico. Com uma pandemia pela frente e parte representativa da população entrando em isolamento social, a toda a energia desses CEOs, naquele período mais crítico, se centrou nas lojas virtuais. Quem conta a história desta forma é Geraldo Thomaz, o fundador da Vtex, uma empresa de software especializada em montar sites de e-commerce e que dobrou de tamanho neste ano. Havia uma razão adicional para os executivos que vendem os seus produtos no varejo começarem a prestar mais atenção às lojas virtuais: o consumo explodiu neste canal. Um estudo do Atlantico, um fundo de venture capital, mostra que, em apenas 10 semanas, entre março e maio, a penetração do e-commerce no Brasil dobrou, crescendo no período o mesmo que tinha levado 10 anos…[+]
02 out

Carrefour testa câmera para medir temperatura de clientes

Fonte: Newtrade O Carrefour está testando uma nova tecnologia para medição de temperatura dos clientes. É a câmera térmica, que identifica se a pessoa está com febre ou não. Hoje, a medição é feita por um funcionário na entrada das lojas. Inovações como essa ajudaram o Carrefour a se tornar a primeira varejista do país a obter o selo internacional My Care, que atesta a eficiência e segurança das medidas adotadas para a proteção de seus clientes e colaboradores contra o coronavírus. Dentre as vantagens, a câmera evita a proximidade do cliente com um funcionário, além de agilizar o processo de entrada na loja. Hoje, as pessoas aguardam em fila para aferir a temperatura. Com a câmera, não há formação de fila. Medidas Uma das últimas novidades foi a cabine de raio ultravioleta que foi instalada em todas as unidades. O grupo instalou painéis de acrílico nos setores de atendimento, sinalizou o distanciamento com marcações no chão, instalou dispensers de álcool em gel dentro das lojas e colocou braçadeiras para…[+]
02 out

Estudo aponta tendências para a pecuária nos próximos anos

Fonte: Diário do Comércio Em um provável cenário de mais cabeças de gado sem ampliação das áreas de pastagem, a busca por forrageiras mais produtivas e pela recuperação de pastos degradados deverá ser intensificada. Essa é apenas uma das previsões traçadas por cientistas para o setor brasileiro de produção de carne bovina para os próximos 20 anos.As percepções dos especialistas integram o documento “O futuro da cadeia produtiva da carne bovina: uma visão para 2040”, elaborado pelo Centro de Inteligência da carne Bovina (Cicarne) da Embrapa Gado de Corte (MS), em parceria com o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa).Com lançamento previsto para o próximo dia 2, a publicação tem como objetivo subsidiar a definição de agendas estratégicas para formulação de políticas públicas e privadas, bem como a agenda programática de inovação para as instituições de pesquisa científica e tecnológica.O estudo entrevistou 153 especialistas em duas rodadas usando a técnica Delphi. Foram identificados 745 drivers de futuro e 96 eventos possíveis de ocorrer até 2040. Também foram traçados os cenários mais prováveis de ocorrer para cada um dos oito tópicos do trabalho: saúde…[+]