29 jun

Venda de remédios isentos de prescrição em supermercado gera polêmica em debate

Representante da Anvisa critica proposta, mas entidade que representa atacadistas vê economia para o SUS A venda de medicamentos isentos de prescrição (MIPs) em supermercados dividiu opiniões na Comissão de Seguridade Social e Família da Câmara dos Deputados, durante audiência pública nesta terça-feira (28). Diversos parlamentares e representantes de farmácias e farmacêuticos se mostraram contrários à medida, com o argumento de que o farmacêutico, nas drogarias, tem a função de orientar quem busca medicamentos, a fim de evitar danos provocados pelo uso inadequado de tais produtos. Na outra ponta, os setores de supermercados e da indústria do autocuidado, além de deputados, se mostraram a favor do que consideram uma maior acessibilidade a remédios, a preços menores, no Brasil. A venda pretendida está prevista no Projeto de Lei 1774/19, que tem a deputada Adriana Ventura (Novo-SP) como relatora. Ela disse não saber que direção vai tomar na elaboração de seu parecer sobre o assunto, pois considerou que os dados apresentados por um lado e pelo outro…[+]
29 jun

Táticas dos empresários frente aos novos costumes

No pós-pandemia, consumidores repensam as compras e freiam as indulgências De uma lista de 100 itens de supermercado, cerca de 11 não são encontrados nas lojas. Isso é o que aponta uma pesquisa do Índice de Ruptura da Neogrid, empresa especializada em soluções para cadeias de suprimento, e o motivo está longe de ser desabastecimento. Segundo o levantamento, na verdade, os estabelecimentos têm reduzido o estoque de produtos classificados como premium e de indulgência, os supérfluos, por conta da preferência dos consumidores pelos itens de primeira necessidade. Mercadorias como vinhos, chocolates, cervejas premium, maionese, sorvetes e snacks, considerados os itens com que as pessoas costumam se presentear, têm sido dispensados das listas de compras e, consequentemente, diminuído de volume nos estoques dos mercados. “A partir do momento que o consumidor tem essa mudança de comportamento, no qual ele troca de marca e troca de produto, o supermercadista observa esses movimentos e não vai querer investir tanto em alguns itens. Não vale investir, não vai ser todo item que ele vai…[+]
29 jun

Consumidor refina o paladar e indústria comemora

No Brasil, a procura por café especial disparou e os negócios só crescem Assim como o mercado de vinhos e o de cervejas, o setor de cafés especiais tem conquistado cada vez mais espaço no paladar do consumidor. O bom momento de consumo da bebida é destacado também por Leonardo Tauil, head of Coffee & Beverege Business na Nestlé, que afirmou ser “o melhor momento da categoria no Brasil”. Ele explica que a Nestlé notou esse início de transformação no mercado de café há cinco anos e que hoje em dia até em harmonização esses consumidores estão interessados. “O consumidor tem tido mais interesse em saber a bebida que ele tem ali, quais são as características sensoriais, de onde veio o grão, qual a torra que o grão passou”, afirma. Outro conceito citado por Tauil está relacionado ao paladar dos consumidores. Segundo ele, o consumidor não retrocede com seu paladar, portanto, uma vez que ele experimenta produtos de uma qualidade melhor, dificilmente irá voltar aos produtos de qualidade inferior. “A…[+]
29 jun

Escola Agos realiza Curso de “Formação de preço de carcaça”

A Escola Agos realizou nesta quarta-feira, 29 de junho, o curso FORMAÇÃO DE PREÇO DE CARCAÇA – Técnicas para um bom rendimento, ministrado pelo consultor da XAYRA, Devanildo Ribeiro, profissional pós-graduado em treinamentos, com diversas formações em cortes de carne e com mais de 20 anos de experiência na área de açougue. O objetivo do curso foi trazer melhorarias e eficiência para a equipe de açougue, envolvendo desde equipes de compras, administrativo e açougueiro, além de aumentar os lucros da empresa. Mais de 40 pessoas participaram do evento, que contou com supermercadistas da Capital, da região metropolitana e profissionais vindos do interior, como Anápolis, Niquelândia e Minaçu. Fonte: Assessoria de Comunicação/Imprensa – Comunicare [+]
28 jun

Supérfluos de fora e marcas baratas: alta dos preços muda consumo nos mercados

Associação Brasileira de Supermercados registra aumento de 17,8% no acumulado dos últimos 12 meses no preço da cesta básica De uma lista de 100 itens de supermercado, cerca de 11 não são encontrados nas lojas. Isso é o que aponta uma pesquisa do Índice de Ruptura da Neogrid, empresa especializada em soluções para cadeias de suprimento, e o motivo está longe de ser desabastecimento. Segundo o levantamento, na verdade, os estabelecimentos têm reduzido o estoque de produtos classificados como premium e de indulgência, os supérfluos, por conta da preferência dos consumidores pelos itens de primeira necessidade. Mercadorias como vinhos, chocolates, cervejas premium, maionese, sorvetes e snacks, considerados os itens com que as pessoas costumam se presentear, têm sido dispensados das listas de compras e, consequentemente, diminuído de volume nos estoques dos mercados. “A partir do momento que o consumidor tem essa mudança de comportamento, no qual ele troca de marca e troca de produto, o supermercadista observa esses movimentos e não vai querer investir tanto em alguns itens. Não vale…[+]
28 jun

Inovação, economia, mercado, comunicação e tendências do varejo serão temas do 17º Congresso Internacional das Indústrias

Evento acontece em julho, em Florianópolis, e receberá mais de 350 participantes entre representantes de empresas nacionais e internacionais, fornecedores e parceiros A Associação Brasileira das Indústrias de Biscoitos, Massas Alimentícias e Pães & Bolos Industrializados (ABIMAPI) em parceria com a Associação Brasileira da Indústria de Chocolates, Amendoim e Balas (ABICAB), realizarão o 17º Congresso Internacional das Indústrias, que acontecerá de 07 a 09 de julho, em Florianópolis, Santa Catarina. O evento tem como principal objetivo mobilizar empresas e engajar os empresários com temas atuais sobre os setores como um todo, além de contribuir para o fortalecimento e crescimento das categorias representadas. “Trata-se de um evento internacional que agrega conhecimento, gera ideias e soluções para alavancar negócios e contribui para que a tomada de decisão dos executivos seja cada vez mais assertiva. É também um importante espaço de integração e de networking para estabelecer novas parcerias e fortalecer laços antigos”, diz Claudio Zanão, presidente executivo da ABIMAPI.  Serão três dias dedicados à indústria de alimentos, com mais de 350 participantes…[+]
27 jun

Por que você deve aumentar os estoques de carne de porco na sua loja?

Números do setor comprovam que o brasileiro tem mudado seus hábitos à mesa Na mesa dos brasileiros, a inflação impõe muitas mudanças. Alguns alimentos tiveram que sair do cardápio e, em alguns casos, foram substituídos. Ao comparar os preços, o apetite do consumidor pela carne suína aumenta, e muita gente não está comprando só de vez em quando, não. “É de vez em sempre. É mais barato e é melhor”, diz o aposentado Jair Lino. Entre as carnes mais consumidas, a suína foi a única que ficou mais barata nos últimos 12 meses. Segundo dados do IBGE, o preço da carne de porco teve queda de 5,52%, enquanto a de boi subiu 7% e a de frango teve alta de mais de 20%. “Não se confirmou, por exemplo, índices de exportação que foram um pouco menores. Então essa proteína acabou ficando no mercado doméstico e pressionou os preços no varejo, e a gente como consumidor foi beneficiado por isso em um ciclo de inflação que está de certa forma…[+]
27 jun

Dispara a procura por alimentos vegetarianos e veganos

Especialista em consumo detalha os motivos pelos quais as lojas precisam focar neste novo cliente Saúde e comodidade são as palavras que podem definir os novos hábitos de consumo no setor da alimentação. Isso porque o crescimento do delivery, aumento da busca por soluções baratas e interesse por alimentos veganos e vegetarianos e pela alimentação saudável são algumas das principais mudanças no comportamento dos consumidores pós-pandemia, de acordo com Guga Schifino, head de transformação digital da DX.CO, empresa do Grupo 4all. Schifino, que é especialista em comportamento e consumo, participou, em maio, do NRA Show 2022, o maior encontro anual de profissionais de foodservice no Ocidente. A feira ocorre em Chicago, nos Estados Unidos, reúne mais de 1,5 mil expositores e fornecedores de todo o mundo que apresentam novas soluções para o setor, além de promover discussões relevantes para a área. Entre as mudanças apresentadas no NRA, está o crescimento na compra de alimentos com entrega em casa, um comportamento acelerado com a pandemia, quando o delivery ganhou mais força, demonstrando que o formato…[+]