19 maio

Gastos nos supermercados aceleram em março e abril

Aumento dos preços já se faz sentir no bolso das famílias. Portugueses gastaram nos primeiros quatro meses do ano 3324 milhões de euros no retalho alimentar, mais 69 milhões (2,1%) do que em igual período de 2021. Mas em abril a subida foi de 5,7% As famílias portuguesas começam a sentir os efeitos da inflação e os números das vendas de bens de grande consumo, vulgo vendas do retalho alimentar, vêm prová-lo. Nos primeiros quatro meses do ano, os portugueses deixaram 3324 milhões de euros nas idas aos supermercados, mais 2,1% do que em igual período do ano passado. Ou seja, mais 69 milhões. Mas a tendência de crescimento acelerou a partir de março. Os dados são da NielsenIQ e mostram que, em termos de consumo, o ano começou em baixa, com as vendas de bens de grande consumo a caírem 1,1% em fevereiro, comparativamente a igual mês de 2021. A questão é que o efeito pandemia ainda se fez sentir muito nos números do início do ano passado, com o governo a decretar a obrigatoriedade…[+]
19 maio

Por que os supermercados dobram a oferta de marcas nas gôndolas?

Levantamento da ABRAS revela que redes trabalham com mais de 100 marcas de arroz, 94 de feijão e 30 de biscoito Quando a inflação dispara, é comum o consumidor recorrer a produtos mais baratos para que o valor da compra se ajuste ao orçamento mais apertado. Desta vez, o aumento de preços dos produtos chegou a tal ponto que as redes de supermercados até dobraram as opções de marcas para os clientes. Em 2021, os supermercadistas trabalharam com 101 marcas de arroz, 94 de feijão, 30 de biscoitos, 28 de açúcar, 25 de leite longa vida, 18 de café e 16 de óleo. O levantamento foi realizado pela Abras (Associação Brasileira de Supermercados). Com a alta da inflação, estes números podem ser ainda maiores neste ano. Antes da pandemia e da escalada inflacionária, a quantidade de marcas nas redes não chegava à metade, de acordo com Márcio Milan, vice-presidente institucional da associação. Com experiência de 44 anos no grupo Pão de Açúcar, Milan afirma…[+]
18 maio

Venda de ovos on-line dispara 125% nos supermercados em abril

Categoria com maior número de pedidos no varejo on-line foi “mercearia”. No top 3 dos mais vendidos figuram óleo de soja, ovos e café, respectivamente Após mais de dois anos de pandemia no Brasil, comprar on-line não é mais novidade para o consumidor. O período em que vender por canais digitais era apenas uma ação impulsionada por motivos emergenciais passou, e agora o varejista enxerga que o virtual é tão importante quanto o físico, mesmo em setores mais tradicionais como o de supermercados. De acordo com dados da Linx, líder em tecnologia para o varejo, a partir de informações da Mercadapp, foi constatado que, em abril de 2022, a categoria com maior número de pedidos foi a de “mercearia” — contra hortifruti no mesmo período do ano passado. No top 3 estão óleo de soja, ovos e café, respectivamente. O destaque ficou para o número de pedidos de ovos, que saltou 125% em abril deste ano, enquanto a receita cresceu 159%, ambos frente ao mesmo período de 2021. Alternativa à carne [+]
18 maio

Conheça detalhes do shopper nas compras online

Estudo revela que o cliente mais jovem da classe C aumentou seus gastos no e-commerce de Varejo de Alimentos O modo de encarar a vida; de viver e por consequência de consumir, principalmente de ir às compras no supermercado – seja de maneira presencial ou online – mudou após a pandemia de COVID-19. Em busca de dar um panorama sobre o comportamento do consumidor, bem como o tipo de compra realizada, as categorias mais buscadas no abastecimento online, as marcas mais procuradas, entre outros aspectos relevantes ao consumo no canal supermercado na internet, estudo que já está em sua 3ª edição e é realizado com exclusividade pela APAS e a Shopper Experience mostra a evolução das compras via e-commerce nos últimos três anos. Um dos destaques da pesquisa é a tendência positiva para crescimento do abastecimento contínuo através dos canais online. “Em 2020, 16% dos consumidores faziam compras online em supermercados. Em 2022, 5 entre 10 consumidores já utilizam o e-commerce para comprar. Este aumento, mesmo tendo sido impactado pela pandemia, o canal tem alta probabilidade de crescimento futuro, pois 30%…[+]
18 maio

Supermercados têm os menores estoques desde 2020

Levantamento da Neogrid mostra os motivos e os índices de ruptura em abril Os supermercados brasileiros registraram o menor nível de estoque em abril desde janeiro de 2020. Segundo o índice de ruptura da Neogrid, empresa especializada em soluções para as cadeias de suprimento, o estoque do mês passado teve uma queda de pouco mais de 9% no volume médio em relação a abril do ano passado. Na comparação com abril de 2020, a queda foi de 15,96%, e de 16,76% em relação a janeiro daquele ano, antes mesmo da pandemia. Os dados foram compilados a partir de informações de 80% das maiores redes supermercadistas do País. Já o índice de ruptura, que representa a falta de determinado produto nas gôndolas, ficou em 10,8%, mesmo índice do mês de março e 0,1% menor que o de fevereiro deste ano, quando foi registrado 10,9%. “A constância da ruptura nos últimos meses é um indício de que a venda aumentou, impulsionada sobretudo por promoções, e isso consome o estoque;…[+]
17 maio

Varejo cresce 20,5% em abril, segundo a Cielo

É o sexto mês seguido de alta As vendas no Varejo cresceram 20,5% em abril ante igual mês do ano passado, de acordo com o Índice Cielo do Varejo Ampliado. Os setores que se destacaram foram os de Bens Não Duráveis e Serviços, puxados pelos segmentos de Supermercados e Hipermercados e Turismo e Transporte, respectivamente. De acordo com o head de Inteligência da companhia, Pedro Lippi, o setor está em recuperação e abril marcou o sexto mês seguido de alta no índice. “O mês foi beneficiado na comparação com abril do ano passado porque operou com menos restrições”, diz. Fonte: Veja [+]
17 maio

Produtos “feinhos” ganham o consumidor

Toda a cadeia lucra e o cliente saí satisfeito das lojas Uma nova modalidade de comercialização está ganhando espaço no supermercado: a venda de produtos perto do vencimento, conhecidos como “vencidinhos”, e de itens que estão com as embalagens amassadas, mas sem comprometimento da qualidade, chamados de “feinhos”. Ganham o consumidor, que mantém o padrão de compra e economiza; o fornecedor, que não tem devolução; e o supermercadista. No Rio, a prática ainda caminha a passos lentos, mas o Superprix já a adotou. Na rede, os descontos variam de 10% a 50%. Os produtos têm sido a saída de muitos consumidores para manter o padrão de compra, sem estourar o orçamento. A Associação de Supermercados do Estado do Rio de Janeiro (Asserj) vê com bons olhos a comercialização desses produtos. Em São Paulo, por exemplo, já há estabelecimentos comerciais especializados na venda dessas mercadorias. “A Asserj incentiva muito esse tipo de iniciativa, que é boa para todo mundo: para a indústria, que escoa a produção, para o supermercado, que garante a…[+]
16 maio

Recrutamento e seleção é tema de palestra na Agos

A Associação Goiana de Supermercados (Agos) promove nesta terça feira, 17 de maio, a partir das 14h, palestra “Recrutamento e Seleção – Técnicas e dinâmicas para um processo seletivo mais assertivo”, com a psicóloga, especialista em Gestão de Pessoas, Hellen Brenda Sampaio. O evento acontece no espaço de eventos da associação e contará com o lançamento do programa Talentos Agos, mais uma iniciativa da entidade que visa facilitar a vida dos supermercadistas associados, principalmente na hora de contratar colaboradores. A palestra é direcionada para as equipes de recrutamento e seleção de pessoal da sua empresa e conta com a colaboração e doação de dois quilos de alimentos não perecíveis, a ser destinado a entidades assistidas pela Agos. Inscreva agora mesmo a sua! Serviços Palestra: Recrutamento e Seleção – Técnicas e dinâmicas para um processo seletivo mais assertivo Palestrante: Hellen Brenda Sampaio, psicóloga, especialista em Gestão de Pessoas Data/Hora: 17 de maio, a partir das 14h Local: Espaço de eventos da Agos…[+]